Branding não é somente uma preocupação cosmética


29 de julho de 2022

Recentemente, um debate sobre o conceito de BRANDING causou certo furor no Linkedin.

Em geral, quando as pessoas falam em BRANDING a maioria delas entende como sinônimo de logotipo, design gráfico ou identidade visual.

Obviamente, esses aspectos também integram o BRANDING, mas ainda não são capazes de defini-lo.

O conceito de BRANDING é mais abrangente, pois se trata de instrumento ou filosofia de gestão, é uma postura empresarial que vai inserir a marca como eixo central de todas as decisões da companhia, ou seja, tudo que é feito pela empresa vai impactar a marca e refletir em sua imagem junto ao mercado.

O BRANDING vai orientar tudo relacionado à gestão de marca, incluindo naming, comunicação, posicionamento, tagline ou slogan, brand equity, símbolo, embalagem, cultura interna, ambientação no ponto de venda, forma de atendimento, entre outras coisas.

BRANDING envolve gerir com consistência todos os pontos de contato da marca com o consumidor refletindo um posicionamento verdadeiro e relevante – afinal, marcas não devem ser estáticas e sim evoluir acompanhando mudanças de comportamento e consumo.

Ah, e BRANDING não deve estar somente na agenda do marketing, ao contrário, o BRANDING é pauta da empresa como um todo – envolve o CEO, o RH, o Financeiro, etc., por isso, o BRANDING também deve ser disseminado entre todos que vão atuar com a marca.

Usando um tom mais poético, o BRANDING torna a alma de uma marca visível e deve ser um compromisso de todos da empresa para preservar a proposta de valor junto aos clientes e manter a longevidade dos negócios.

#PlanetaW #Design #Web #RedesSociais #Midia #Criatividade #Publicidade #Conteúdo #Descomplica #Aterriza #RedesSociais #Marketing #Branding #GestaoDeMarca

Cadastre-se e receba nossas novidades!